domingo, 19 de junho de 2011

mensagem antiga

saíram pela porta, andando pro domingo
com pouca bagagem, nada nas costas

eu os vi partindo de longe, estático
raízes nascendo dos pés, por necessidade

o centro
é um caminho

já foi dia santo, hoje é domingo
já conversamos de tudo
você é bem diferente de mim
eu bem diferente de todos, iguais
trocadilho velho, regravado
em pedras imateriais, zerodimensão

ela nem me reconheceu,
é assim mesmo
somos para nós

Um comentário:

floema disse...

quando saíram o silêncio seguiu o barulho da porta fechando