terça-feira, 29 de abril de 2014

cuidado

tigres, leões, leopardos
mesmo que sem dentes
possuem grandes patas
grandes garras que fazem
um bom estrago

não confie neles completamente
são animais de grande porte

não confie neles completamente
são humanos mãos de morte

pobres animais indefesos
dopados para serem fotografados

pobres humanos sem sossego
a tudo querem dominar

mas não controlam seus próprios sonhos

sábado, 12 de abril de 2014

quarta-feira, 9 de abril de 2014

vestidos

escolheu a fazenda
no vai e vem
na rua grande

o tamanho do meu corpo
sabe de cor

flores, pássaros
meu corte
gravado na cabeça

seu corpo, sua prova
de destreza e vitória

quando fores
ou eu não caber mais
os vestidos relíquias
contarão sua história

quando flores e pássaros
botões e rendas e cores
retalhos
eu ficarei

domingo, 6 de abril de 2014

vida assegurada

a morbidez do seguro de vida
a vida assegurada
por um banco

vida corrida
bancos com tapumes
o petróleo é nosso
gari eu te amo
crise em fukushima
do eike
fogo na lata de lixo
lixo no aterro
presos políticos em bangu
tropas de guerra
ditos pacificadores
tsunami chegando
evangélicos histéricos
céticos iludidos

a morbidez da vida assegurada
pelos homens
ditos pacificadores

dominical

as notas do piano do vizinho
acenderam em mim notas de uma nostalgia antecipada

sei que vou embora daqui
e que tudo é um tanto apego
e que o sol intenso neste domingo
dificulta abrir os olhos
e nos permite sombras profundas

ao mesmo tempo
lembro dela com o toque suave de sua pele
para sempre infantil
eu a amo e apesar de tanto sol
tudo me vem um tanto triste
mesmo sem doer