terça-feira, 17 de setembro de 2013

mangueira

das flores da mangueira
brotam pequenas esmeraldas
venho vendo
e ouvi
o primeiro canto de pássaro na madrugada
no galho da mangueira

uma única e isolada nota
enquanto as manguinhas cresciam
diante dos homens incrédulos

*

teus olhos de presa capturada
pelo meu olhar
que jamais se ausenta
mesmo ferido ou lacrado

Nenhum comentário: