terça-feira, 11 de janeiro de 2011

milhares de pessoas
formando um todo orgânico
bicho mecânico com imagens nas mãos
nos olhos e na cabeça

e nenhuma memória

parece, que seu tempo se foi
num acréscimo ressentido
pelo aquilo não gravado

imensos quadrados na arena
entretenimento disciplinado
danças amorfas
pouca interação
só uma hiper sensação queimando os olhos
tremendo o tímpano

lá, até as palmas são amplificadas

mas não ampliadas
em sentimento

cadê a síncopa??

a bateria é uma câmera fotográfica

ninguém viu isso
??

- é, eu não fotografei.

Um comentário:

floema disse...

às vezes o mais solitário é o que está sendo mais percebido por uma multidão acéfala com relampejos pensantes