segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

anjo

sua pele quase transparente
vejo veias verdes
cantos roxos
brilho dos cabelos ruivos
anjo, coitado
parece um defunto
se for anjo
o que será de ti?

não posso mostrar tua face
que eu vi de relance e fugi
para agora falar com essas palavras
o que você nunca foi

ó como eu vejo teu rosto em três segundos!

aparece ruivo e
vá embora
pela janela fechada

posso passar horas a falar...
as palavras são maiores

eis o mito

Um comentário:

floema disse...

passando por aqui de relance