segunda-feira, 3 de outubro de 2011

poesia

quem quer se mostrar
quem vai ficar na sua
nesta situação passante
lorota conversa admita
o que se é talvez nunca foi
não é não é não é não
convença agora mesmo
se guarde na gaveta do tempo
do que é nunca foi será
jamais jamais jamais

Um comentário:

floema disse...

uma dança leve, um cantarolar, uma brisa primaveril e toda a tarde quente a derreter na beira do mar