sexta-feira, 24 de setembro de 2010

o chá inglês, indiano
substrato, iguaria
num embrulho
pra família
o vento esfumaçado
de foligem extrema
revestindo o interior
da garrafa, da bílis
da origem, do compasso

eu passo
por todos vocês, que não vão
caminhar por onde andarei
que não vão

levo vocês na mala
um dia
retribuindo o que vocês viram
e depositaram
nos meus sonhos

Um comentário:

floema disse...

saudades no planeta tão grande para um humano andante que só leva a memória por um tempo na matéria e depois se transforma